12 Intenções Para 2018

Olá,

Acabámos de sair de 2017 e de entrar em 2018, e cada fecho anuncia sempre uma nova abertura, a vida cíclica funciona assim, um constante e cíclico movimento, que numa harmonia perfeita desenha as nossas vidas. Existem vários ciclos, de tempos e formas variadas, a passagem de ano civil, que se celebra em grande parte do mundo sempre a 31 de dezembro de cada ano, é um tipo de ciclo.

Nesta altura somos convidados a refletir sobre o ano que passou, e habitualmente pedimos os nossos desejos para o novo ano, plantando dessa forma, as sementes do novo ano que está a nascer.

Na minha visão, o “Novo Ano” não acontece apenas nesta altura, dou mais importância à chegada de um “Novo Ano” com o nascimento da Primavera, no Equinócio, que no hemisfério norte, acontece sensivelmente a 21 de março de todos os anos. Essa passagem representa para mim o verdadeiro “Ano Novo”, pois é o fim de um ciclo que termina com o final do Inverno, e o inicio de um novo ciclo de 365 dias que desponta com o nascer da Primavera. Existem ainda uma série de outros momentos a que podemos chamar de “Ano Novo”, e que são diferentes para cada um de nós, à luz dos ciclos pessoais de cada um.

Contudo, a passagem de ano civil, é um marco social para todos nós, acabando por ser um ponto importante devido a toda a ritualização e foco de atenção que lhe damos. E como os rituais empoderam muito a nossa vida, deixo-te aqui a minha proposta para esta entrada em 2018: 12 intenções para 2018 que possas semear em ti e na tua vida ao longo de todo o ano.

Estas 12 intenções, são na verdade 12 propostas que te trago e que podem acompanhar-nos ao longo de todos os dias de 2018, para nos recordar de como podemos resignificar, superar e transformar, positiva e construtivamente, os vários momentos das nossas vidas.

 

  1. Respirar Conscientemente

Que todos os dias nos lembremos sempre de respirar, de respirar de forma consciente, levando o nosso foco de atenção a esse ato involuntário do nosso corpo. Que possamos respirar fundo a cada momento, a cada instante, sempre antes de qualquer decisão ou manifestação, sempre e durante o que quer que esteja a acontecer connosco, e sempre depois de tudo o que possa ter sucedido. Respirar devolve-nos a nós mesmos e ao presente. Tornar a respiração uma prioridade constante nas nossas vidas irá trazer-nos imensos benefícios.

 

            Inspira e expira de forma profunda e serena, levando o foco da tua atenção ao simples ato de respirar.

 

  1. Observar

Que possamos cada vez mais observar o que quer que se passa dentro e em redor de nós. Através do foco na respiração acedemos ao observador em nós, e através desse olhar, podemos observar atentamente os conteúdos que flutuam cá dentro, seja na nossa mente, seja no nosso campo físico ou emocional. Observando que tudo está ali em movimento e em constante mudança, observando que da mesma forma que surgem formas-pensamento, elas também acabam por se dissipar e desaparecer… E a intenção que deixo para o ato de observamos, é que o possamos fazer com um olhar compassivo, curioso, não-julgador, não-crítico, procurando limitar-nos à observação atenta e sustentada do que quer que esteja a surgir a cada instante.

 

           Observa de forma compassiva e não-julgadora, aquilo que estejas a viver, a sentir, a fazer, a experienciar, a Ser, a cada momento da tua vida.

 

  1. Aceitar Aquilo Que É

A verdadeira aceitação conduz-nos à liberdade, por isso, nos convido a todos a aceitar cada vez mais cada momento tal como é, aceitar o que não podemos mudar, aceitar o que surge, aceitar a vida a cada instante. Aceitação não é resignação, nem permissividade. Aceitação plena, é o ato de reconhecer a vida tal como ela é a cada momento. É aceitarmos que algo está a acontecer da forma que está, é aceitarmos a forma que assumem as pessoas que estão à nossa frente, é aceitarmos o nosso mundo interior tal como ele se demonstra. Pois só aceitando verdadeiramente a realidade tal como ela é, podemos aceder a um espaço em nós que nos permite agir em consciência perante isso, e só nesse momento podemos verdadeiramente agir para mudar ou alterar a situação. Quando começamos a aceitar plenamente a vida, sentimo-nos muito mais leves e livres, pois a aceitação abre espaços novos de compreensão que permitem fazer chegar o novo.

 

Permite-te aceitar a cada instante tudo aquilo que acontece e que sucede, sem julgar se é “bom” ou “mau”, aceitando apenas aquilo que é, aquilo que foi, aquilo que será, aceita o mais fantástico e o mais desafiador… Aceita o Presente. Se aceitar não for fácil para ti, pede a Deus, ao Universo, à tua forma de Fé, que te guie pelo caminho da Aceitação Plena.

 

  1. Perdoar

Para quê deixar que as mágoas, os ressentimentos, as raivas contaminem as nossas vidas constantemente?

Se há algo a perdoar, seja em nós ou em alguém, então permitamo-nos fazê-lo, caso seja essa a nossa vontade. Perdoar é um ato de amor genuíno, é um ato de compaixão amorosa por nós e pelo outro. Perdoar é libertarmo-nos a nós, e aos outros, das expetativas que criamos, das falsas noções de amor e segurança a que nos agarramos, das cobranças ilegítimas que tendemos a fazer uns aos outros. Ficarmos presos em alguma mágoa ou dor, só vai bloquear o fluxo de coisas novas e diferentes para as nossas vidas. Perdoar abre espaço ao novo e ao amor.

 

Permite-te perdoar a alguém, ou alguma situação, que ainda te cause alguma dor. Entra em 2018 mais leve, deixa ir o que passou. Perdoa-te a ti e aos outros por quaisquer “erros” que possam ter sido cometidos, segue em frente. O Perdão é amor em ação, e é uma força potente de libertação.

 

  1. Libertar

Do que nos precisamos libertar agora, para abraçar mais plenamente 2018? Que padrões tóxicos queremos eliminar das nossas vidas? Que formas-pensamento limitativas e negativas queremos transformar nas nossas vidas? Que hábitos pouco saudáveis queremos deixar ir neste novo? De que relacionamentos tóxicos nos queremos libertar? O que é que já não serve mais o nosso caminho e que precisamos deixar ir? De que expetativas e ilusões nos podemos hoje libertar? Que mentiras temos contado a nós mesmos?

Que nos possamos libertar a cada dia de tudo aquilo que em nós não é amor, não é verdade, não é consciência.

 

Permite-te ter consciência do ato de soltar, disso do qual te queres e precisar agora libertar, e faz dessa libertação uma forte intenção para este novo ano. Liberta-te do que já não faz sentido, liberta-te para a Verdade Maior em Ti.

 

  1. Amar

Acede à tua imensa e pura capacidade de amar, liga-te a esse amor autêntico e genuíno que te habita e permite-te simplesmente amar, amar cada momento, amar a cada ser que se cruze contigo, amar-te a ti mesmo, amar os que te estão próximos, amar a família, amar a comunidade, amar a humanidade. Permite-te aceder a esse amor e expressa-o da forma que te for natural e verdadeira a cada momento.

 

Aprende a Ser e a emitir Amor, sempre a partir do ponto em que te encontras, e envia-lo para onde quiseres, envia-o para ti, para aqueles que amas, para aqueles que estão junto de ti, podes enviar para o mundo inteiro… Que o Amor chegue ao coração de todos os homens, mulheres, crianças e seres. Acede a esse Amor em Ti, sente-o e expande-o desde o mais profundo em Ti para o Todo, na direção da Unidade.

 

  1. Agradecer

A gratidão é a oração mais poderosa de todas. Sabermos agradecer por tudo aquilo que somos, fazemos e temos, coloca-nos no trilho do amor e da consciência. A gratidão é um dos melhores antídotos para a tristeza. Permite-te agradecer diariamente por mais um dia que tiveste e por tudo o que nele existiu. Ao agradecermos estamos a honrar o momento presente e todas as bênçãos que estão presentes nas nossas vidas, e esse ato genuíno abre assim as portas à Alegria do Ser, à Abundância e à Plenitude.

 

Agradece a 2017, por tudo o que viveste, experienciaste, atravessaste, tiveste, foste e És. Abre e reforça o teu canal de agradecimento pela vida e suas circunstâncias. Quem tem a humildade de agradecer as bênçãos da sua vida à Vida, pode realmente conhecer e trilhar o caminho do verdadeiro amor.

 

  1. Abraçar O Sonho

Escuta o teu coração e pede os teus mais autênticos desejos, abraça os sonhos que te habitam, valida-os, acolhe-os e intenciona-os com a toda a tua força e fé. Acredito que os sonhos que nos habitam são mesmo para se realizarem, porque se de certa forma eles já existem nos nossos campos mental e emocional, então é porque a sua materialização é sim possível. Cabe-nos a nós honrá-los, admiti-los e fazer o que nos compete para os realizarmos. Quão comprometido estás com os teus sonhos?

Podes escrever numa folha os teus sonhos e objetivos para 2018, guardá-la em local seguro e acessível para ti, e sempre que sentires vai ler essa carta dos teus sonhos para que te possas inspirar e motivar rumo à sua expressão plena.

 

Conecta-te aos teus sonhos, desejos e objetivos para 2018, alinha-te com a tua Alma, escuta o Propósito da tua existência, e profere e honra esses Sonhos, em Verdade e em Amor.

 

  1. Viver em Verdade

A cada momento podemo-nos perguntar a nós mesmos se estamos a ser impecáveis com a nossa palavra, se estamos a falar a verdade do nosso Ser, se estamos a ser honestos connosco e com os outros. Viver em verdade é uma das melhores provas de amor e respeito que podemos dar a nós mesmos e aos outros. Que nos permitamos ser cada vez mais verdadeiros e autênticos connosco, com os outros, e por inerência com a vida.

 

Honra o teu compromisso com a verdade, e observa se estás a ser completamente verdadeiro contigo em todas as áreas da tua vida. Quando negamos a verdade a nós mesmos, ou aos outros, estamos a desvalorizar a vida e a luz que nos habitam. De que forma, podes e queres, ser mais autêntico com a tua vida?

 

  1. Escutar o Silêncio

Através da respiração consciente podemos aceder a esse lugar em nós onde habita o silêncio. E saber escutar o silêncio é uma das práticas mais transformadoras da nossa vida. O silêncio é essencial a cada momento, a cada decisão, a cada desafio, a cada conflito, a cada oportunidade, a cada interação, a cada ponte….

Escutar o silêncio abre-nos o campo do vazio, mas o vazio a partir do qual podemos observar as coisas em maior neutralidade e centramento. O silêncio ajuda-nos a refrear a impulsividade e a agir de forma mais consciente. O silencio é a pausa essencial a cada instante que nos permite compreender o fluxo das coisas. É uma prática a ser atravessada diariamente. Digo-te que é uma das melhores práticas que podemos fazer para realmente acalmar a nossa mente e emoções, e escutar assim a voz da verdade, que brota a partir do silêncio vazio, neutro e impermanente que nos habita, e que também somos.

 

Respira fundo e permite-te encontrar, tocar, reconhecer, habitar, o teu Centro, e escutar o silêncio agradável que aí encontras. Permite-te sentir uno com esse silêncio e observa o que ele te sussurra. Várias vezes ao longo dos teus dias permite-te fechar os olhos e entrar dentro desse Silêncio, desfrutando do que ele te trouxer a cada instante.

 

  1. Honrar O Momento Presente

Permanecermos cada vez mais no Aqui e no Agora, oscilar cada vez menos entre o passado e o futuro, estarmos mais com o momento de cada instante, dando plena atenção ao que sucede a cada momento, em plena aceitação e fluidez com a da vida. Estar no Presente não significa esquecer o passado ou deixar de cocriar o Futuro, permanecer no Presente é observar tudo isso a partir do lugar onde estamos Agora, fazendo escolhas com base no Agora, honrando o passado e saudando o futuro. É aceitarmos plenamente a impermanência da vida e o fluxo constante que tudo muda e transmuta a cada instante. É morrer e renascer a cada momento num abraçar pleno do fluxo da vida.

 

Honra o momento Presente e sente-se Uno com esse único instante.

 

  1. Celebrar

A celebração é uma das coisas mais importantes das nossas vidas e há qual muitas vezes não damos a devida importância. Falo da celebração autêntica e genuína da vida. Celebrar recarrega-nos as baterias, vivifica-nos, alimenta-nos, permite-nos o transbordar de toda a luz e amor que nos habita. Todos os dias devíamos celebrar a vida, celebrar um acontecimento, uma conquista, uma aprendizagem, um ato de amor, um momento de leveza, celebrar mais um dia de vida, celebrar a respiração…

Podemos encontrar em cada dia um motivo para celebrar, mesmo nos momentos mais desafiantes há certamente um motivo, um acontecimento, pelo qual possamos agradecer e celebrar.

Que encontremos todos os dias formas novas e criativas de celebrar a vida, em amor e gratidão.

 

Celebra, celebra o momento presente, contigo e com os que estão junto de ti. Sorri, abraça, beija, agradece, aceita, dança, pula, expressa, canta… Sê, e expressa o cantar da tua Alma.

Como queres celebrar este novo ciclo? Como queres celebrar 2018?

Celebrar um novo ciclo é regá-lo de amor, de alegria, de coragem e de fé, pois a celebração expande-nos e faz-nos ligar às infinitas possibilidades do universo.

Encontra formas de celebrar todos os dias

Que as nossas celebrações sejam autênticas, plenas e inspiradoras.

 

 

Que estas 12 Intenções e propostas te ajudem a começar de forma mais inspiradora este novo ano. E que 2018 seja um ano renovador para todos nós, que possamos realmente ser cada dia mais autênticos e fieis aos planos da nossa Alma, seguindo o caminho do nosso Coração, ao serviço do nosso Propósito de Vida.

Que em cada desafio possamos ver oportunidades de aprendizagem, crescimento e superação.

Que em cada conquista possamos reconhecer e honrar a nossa Luz e Brilho.

Que em cada momento possamos dar o melhor de nós, sempre em prol do Bem Maior de tudo e todos os que nos rodeiam.

Que nos permitamos receber as bênçãos divinas que caem sobre nós como uma fina chuva de Luz e Amor. Chuva que vem desde a fonte divina, vivificar a matéria em nós, inspirando-nos ao alinhamento com Propósito de Alma que cada um de Nós traz dentro de Si.

 

Em Amor,

Cláudia Machado

Desperta Para O Teu Coração

Astrologia e terapias para o desenvolvimento humano

www.claudiamachado.com